sábado, fevereiro 17, 2007

Diário Mendoncino

Recepçäo do albergue:

-Ah, logo vi que vocë é cientista político. Só falta a boina do Che Guevara. Tenho outros amigos assim, vocës säo todos iguais.

- Obrigado.

(Tomei como elogio, mas a bem da verdade o tom dava margem a muitas dúvidas)

***

Sala de estar do albergue:

- Porque existem pessoas boas e más em todos os países...
- Sim, é claro.
- ... com exceçäo do Chile e da Inglaterra. Deixe eu te contar o que deveria ser feito para resolver o problema deles.

(Seguiu discurso de vários minutos, envolvendo expressöes como "bombas atömicas", "dinamite" e "concreto").

***

Restaurante na rua Sarmiento:

- Oi, que língua vocës falam? - quis saber a garotinha
- Portuguës, nós somos do Brasil.
- Ah, eu achei que era inglës, que estudo no colégio, mas parecia um inglës muito ruim.
- De repente vocë vai estudar portuguës mais tarde, na escola secundária.
- Quantos anos vocë tem? - quis saber o irmäo.
- Vinte e oito... ei, parceiro, näo adianta fazer essa cara. Parece impossível, mas um dia vocë também vai ter 28.
- Eu tenho oito.
- Sete - corrigiu a irmä

***

Grafite num banheiro de bar na estrada que liga Mendoza a Santiago do Chile:


"Os chilenos säo [******]". Absolutamente impublicável.

***

- Para que diabos a gente precisa dessa fita laranja no pulso?
- O cara do albergue disse que é por razöes de segurança.
- Mas näo vejo ninguém mais usando. Me sinto uma criança retardada com isso, como se alguém fosse me encontrar na rua e ligar para o telefone da pulseira, para me devolver a meus pais.

***

Guia na cordilheira dos Andes:

- Naquela montanha o exército argentino entrou para o livro dos recordes ao dar o mais alto tiro de artilharia do mundo. Ninguèm sabe onde caiu o disparo, mas eles atiraram naquela direçäo (aponta para o Chile).

***

- Acho que estou ficando velho para me hospedar em albergues. Todo esse barulho, axé music em espanhol...
- Sei o que vocë quer dizer. Tem muito maconheiro por aqui e todos estäo de olho nas minhas bermudas. É melhor a gente se mudar para um hostal que tenha armários com trancas.

***

- Fazemos um revezamento. Um ano vamos ao sul, e no outro escolhemos outro lugar na Argentina.
- É um país lindo, há vários lugares que quero conhecer.
- Quando vocë volta?
- Talvez em 2008. Quero ir a Salta, Jujuy, e pegar o Trem das Nuvens para a Bolívia.

4 Comentarios:

Anonymous Patricio Iglesias said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício, realmente me diverti muito com o artigo ao confirmar as minhas sensaçöes sobre os mendocinos!
Minha mäe, meus avós e a maioria da minha família säo de Mendoza (fundamentalmente San Martín, 50 km ao leste da capital). Meu avó tem uma ava chilena e um bisavó inglês que ele quere muito, mas é o mais anglófobo e chilenófobo que há! Os mendocinos vivem vendo aos chilenos como expansionistas e têm muito ódio a eles, mas há algo curioso que me faz lembrar á psicologia. Muitas vezes, o odiado é admirado ao mesmo tempo, e os mendocinos muitas vezes dizem "No Chile a situaçäo econômica e muito böa" ou "säo mais ordenados e mais honestos que os argentinos" ou coisas assim.
Respeito ao mcartismo, já te contei sobre o meu zio, que pensa que todos os desaparecidos e detenidos durante a ditadura "algo habrán hecho", pensamento que algúns outros também compartem.
Espero que siga gostando da Argentina e, quando goste, recorremos San Isidro!
Abraços!

fevereiro 19, 2007 4:10 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Hola, mi caro.

Lembro que vocë comentou sobre as origens da sua família e a regiäo é realmente belíssima. Me surpreendeu a intensidade do sentimento anti-Chile, pensei que isso fosse coisa do passado, até porque há muitos turistas chilenos em Mendoza.

Agora estou em Bariloche, e adorando a cidade. Volto a Buenos Aires na quinta-feira e ainda teremos tempo para nosso passeio em San Isidro, antes do meu retorno ao Brasil no dia 28.

Abraços

fevereiro 19, 2007 7:55 PM  
Anonymous nica said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Pô, se forem bombardear a Inglaterra, pede pra eles avisarem pros brasileiros inocentes poderem se refugiar no continente. ;)

fevereiro 20, 2007 1:38 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Querida Nica,

don´t worry. Do jeito que odeiam os chilenos, certamente a coisa comecaçará por lá. Se vocë vir uma nuvem em forma de cogumelo em cima de Santiago, pegue o primeiro vöo para fora da Inglaterra.

Beijos

fevereiro 22, 2007 11:29 AM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com