quinta-feira, março 30, 2006

O Caleidoscópio de Israel



Arafat morreu, Sharon está em coma, o Hamas chegou ao poder na Palestina e Irã e EUA estão numa crise internacional pelo programa nuclear de Teerã. Neste contexto os israelenses foram às urnas e o resultado aumenta a instabilidade no Oriente Médio. Numa votação em que o "vencedor" levou 1/4 do parlamento, teremos pela frente um difícil governo de coligação no qual os pequenos partidos extremistas ganham peso desproporcional.

O partido mais votado foi o Kadima, agremiação de centro criada pelo primeiro-ministro Ariel Sharon pouco antes de seu derrame. O ponto principal do programa do Kadima é a retirada unilateral de Israel da Faixa de Gaza (realizada em 2005) e de algumas zonas da Cisjordânia. Claro que isso exclui Jerusalém e áreas-chave para a segurança do país, como as Colinas de Golã e o controle do rio Jordão. Mesmo essa proposta moderada foi suficiente para causar tal furor na direita que Sharon teve que deixar o tradicional partido Likud.

O segundo lugar ficou com o Partido Trabalhista, que muito provavelmente se aliará ao Kadima no programa das retiradas. Ambos, somados, tem 48 cadeiras em 120. Precisam de pelo menos mais 13 para ter a maioria parlamentar.

Aí entram os pequenos partidos, representantes do caleidoscópio étnico-religioso de Israel. O Shas (13 cadeiras) representa os ultra-ortodoxos, principalmente os que vieram de países árabes). O Yisrael Beitenu (12 deputados), Israel Nossa Terra, é a sigla dos imigrantes russos, que chegaram em massa após o colapso da URSS. É fortemente anti-árabe, assim como o Shas.

O Likud foi o grande derrotado das eleições. O outrora todo-poderoso partido da direita israelense chegou num humilhante quinto lugar, com 11 cadeiras. A razão não foi tanto a oposição à política linha-dura contra os palestinos, e sim uma rejeição do eleitorado mais pobre aos cortes nas políticas sociais realizados pelo Likud.

Esse descontentamento também explica o bom resultado do recém-criado Partido dos Aposentados (7 cadeiras) que quer mais proteção para idosos e pode ser um bom aliado à coligação Kadima-Trabalhistas. E tem muitos eleitores jovens, que acreditam em sua proposta. É engraçado pensar que enquanto jogam petecas ou disputam partidas de damas, os aposentados israelenses são também os fiéis da balança do processo de paz no Oriente Médio. O bizarro é que o líder do partido é um ex-agente secreto do Mosssad, que participou da captura de criminosos de guerra nazistas!

Em suma, o primeiro-ministro Ehud Olmert (na foto, acima de Shimon Peres e Sharon), líder do Kadima, vai precisar de muita habilidade para montar sua coalizão, convencer Israel da retirada unilateral de partes da Cisjordânia e ainda lidar com as tensões inevitáveis vindas do Hamas e da crise EUA-Irã. Seria uma tárefa árdua
mesmo para o rei Salomão, aquele de grande sabedoria e que preferiu a rainha de Sabá, que era mulata.

O comparecimento eleitoral foi de 63%, o mais baixo em muitos anos em Israel. Talvez isso se deva às denúncias de corrupção e caixa 2, que atingiram boa parte da elite política do país, inclusive o filho de Sharon. Deve ser terrível viver num país em que os governantes se dedicam a essas práticas!

***

Enquanto isso, na América Latina: um amigo repórter do Globo defendeu em 2005 dissertação de mestrado sobre mídia e relações internacionais. Resolvemos aplicar os conceitos que ele apresentou num estudo sobre a "diplomacia midiática" do governo Chávez, a partir da minha experiência de trabalho na Venezuela, durante o Fórum Social Mundial. Analisamos a retórica de Chávez, a criação da Telesur, e o patrocínio venezuelano ao FSM e à escola de samba Vila Isabel. Buscamos examinar as possibilidades e limites dessas estratégias. O artigo foi publicado no Observatório Político Sul-Americano e convidamos vocês a lerem e debaterem o tema.

9 Comentarios:

Blogger Igor said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Eu tenho umas opiniões meio radicais em relação ao Estado de Israel, o que me faz não querer comentar muito pra não causar eventuais constrangimentos...mas que eu acho que eles usam a desculpa do Holocausto para fazerem tudo o que der na telha, eu acho...

Mas, em relação às eleições: só queria ter visto a cara do Netanyahu!! =p

Abraço, Maurício!

março 30, 2006 11:25 AM  
Blogger Passageira said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Queridos mestres ;)

Goastei bastante do texto sobre a eleição em Israel... realmente esclarecedor :) (Andei com preguiça de ler jornal nas últimas duas semanas).

Li todo o artigo sobre a Diplomacia Midiática no Governo Chávez...dava horas de discussão. Pela minha experiência pessoal de Forum, por ter acompanhado a implementação da Telesul e por estar justamente estudando essa relação entre mídia e diplomacia (engatinhando, claro).
A idéia central do artigo vai de encontro ao que proponho analisar na minha mono de forma mais genérica: a idéia da informação como um instrumento de poder e como um objeto de desejo (e disputa) do poder.
A Telesul efetivamente não tem pretensão de concorrer com as grandes agências, mas justamente preencher uma lacuna há muito contestada, desde a iniciativa da Tanjung, agência iuguslava d ogoverno Tito, dentro do projeto da NOMIC. Iniciativas sufucientemente perturbadoras para a lógica hegemônica. O Forum não se deixaria ser instrumentalizado, mas ao mesmo tempo seus organizadores sabem que há o risco dele se perder( menos por não "agir" e mais pela pulverisazão exagerada de suas discussões).
Já a Vila, sem comentários. Compartilho da avaliação feita, sem tirar nem por. Foi um belo tiro certeiro!

bjs!
mariana antoun

março 30, 2006 3:49 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, car@s.

Igor, estou no meio de leituras sobre o conflito árabe-israelense. Semana passada li “Arafat, o irredutível”, uma biografia elogiosa do líder palestino, escrita por um jornalista do mesmo povo.

Agora devoro “Seis Dias de Guerra”, do historiador israelense Michael Oren. Excelente trabalho, bem objetivo e representando a nova geração de historiadores que tem reinterpretado a história de Israel.

O país é bem maior do que o Likud e do que a indústria do Holocausto. Já estou fã dos aposentados liderados pelo ex-agente do Mossad, tomara que os daqui também se organizem. O INSS que se cuide!

Mariana, espero que a gente possa conversar sobre seu projeto, porque o tema mídia e RI é quentíssimo. Quem sabe você não foca sua monografia na experiência do FSM? O seu trabalho na Ciranda da Informação pode render um trabalho bem interessante.

Aliás, o Leo, que escreveu o artigo comigo, pretende continuar a se dedicar ao assunto no doutorado, talvez pesquisando especificamente sobre o Chávez.

Abraços

março 31, 2006 10:00 AM  
Blogger Rodrigo Cerqueira said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Olá Maurício,

primeiro, permita-me dizer que fico muito contente em ver dois ex-colegas de redação militando com tanta desenvoltura na análise da política internacional, área a que também tenho me dedicado nos últimos anos, como vocês sabem.

Li a dissertação do Leo e concordo com a análise que vocês fazem da estratégia chavista. No entanto, creio que o projeto de diplomacia midiática que Chávez tenta implementar corre o mesmo risco que o FSM: virar folclore. A luta por um discurso contra-hegemônico a que o Leo se refere é uma luta pela imposição de enquadramentos (O Sul com pelos olhos do Sul)e deve-se considerar não só a força do hegemônico em sua autopromoção, mas também seu poder de desqualificar vozes divergentes. Ainda mais quando essa voz é uma figura facilmente caricaturável como Chávez. Abraças o Maradona e gritar do público "Alca, Alca al carajo" pode encher os olhos de uma parcela da esquerda (festiva?), mas pode também ser eficientemente aproveitado pelo bloco hegemônico para caracterizar o patético, o grotesco, o ofensivo. Na América do Sul, em geral, não se dá grande valor ao que é produção sul-americana. E embora o objetivo da diplomacia midiática seja justamente pressionar numa direção contrária a essa, o limite entre enfrentar esse discurso e corroborá-lo é tênue, sobretudo para Chávez.

Só para terminar: estou trabalhando aqui na UVV com a Evelyn, que faz doutorado contigo. Gente boa!

Granded abraço,

Rodrigo Cerqueira

março 31, 2006 3:01 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Grande Rodrigo,

já estava sabendo da sua ida para a UVV e fico muito contente por você. Acho que você vai gostar muito da universidade, dos alunos e da cidade. Boa sorte na nova empreitada!

Legal ter seus comentários aqui no blog. Concordo contigo: o risco da folclorização das iniciativas do Chávez é muito grande.

Mas minha experiência de trabalho na América Andina é que a esquerda de lá é fortemente anti-americana, e nesse sentido o presidente da Venezuela fala a língua de seu público. É impressionante a empatia entre orador/platéia.

Uma das minhas dúvidas é se a Telesur sobreviverá ao Chávez...

Enfim, aproveitando o embalo, você pode me mandar sua dissertação sobre a imprensa e a política externa do FHC? O e-mail é msantoro@iuperj.br.

Abração

março 31, 2006 4:11 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

ray ban sunglasses, air jordan pas cher, ray ban sunglasses, ralph lauren pas cher, ray ban sunglasses, nike roshe run, nike free, sac longchamp, tory burch outlet, longchamp, louboutin shoes, chanel handbags, nike air max, ugg boots, prada outlet, oakley sunglasses, oakley sunglasses, oakley sunglasses, polo ralph lauren outlet, oakley sunglasses, kate spade outlet, nike free, cheap oakley sunglasses, nike outlet, louis vuitton outlet, prada handbags, nike air max, louis vuitton, polo ralph lauren outlet, jordan shoes, air max, tiffany and co, louis vuitton outlet, burberry, replica watches, louboutin pas cher, replica watches, louis vuitton, tiffany jewelry, uggs on sale, ugg boots, longchamp outlet, louboutin outlet, christian louboutin outlet, longchamp pas cher, louis vuitton, gucci outlet, longchamp outlet, michael kors, louboutin

julho 01, 2016 11:12 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

oakley pas cher, timberland, new balance pas cher, mulberry, burberry, true religion jeans, michael kors outlet, michael kors outlet, michael kors, replica handbags, michael kors, coach outlet, hermes, nike air max, nike air max, burberry outlet online, converse pas cher, nike air max, coach purses, ralph lauren uk, north face, tn pas cher, sac guess, lacoste pas cher, hollister pas cher, ray ban uk, ugg boots, north face, michael kors outlet, air force, true religion jeans, true religion jeans, abercrombie and fitch, michael kors outlet, hogan, true religion outlet, kate spade handbags, nike roshe, michael kors outlet, coach outlet, hollister, vanessa bruno, ray ban pas cher, michael kors, nike free run uk, vans pas cher, lululemon, ugg boots, nike blazer, michael kors

julho 01, 2016 11:24 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

soccer shoes, abercrombie and fitch, ray ban, celine handbags, lululemon, nike air max, nike trainers, new balance, louboutin, iphone cases, giuseppe zanotti, soccer jerseys, hollister, hollister, oakley, instyler, nike air max, nike roshe, nike huarache, mcm handbags, nfl jerseys, asics running shoes, gucci, hollister, insanity workout, mont blanc, timberland boots, p90x workout, vans, valentino shoes, chi flat iron, wedding dresses, longchamp, bottega veneta, north face outlet, beats by dre, vans shoes, mac cosmetics, herve leger, reebok shoes, north face outlet, birkin bag, ralph lauren, jimmy choo shoes, baseball bats, lancel, ghd, babyliss, ferragamo shoes, converse outlet

julho 01, 2016 11:32 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

supra shoes, toms shoes, karen millen, canada goose, marc jacobs, pandora jewelry, canada goose uk, juicy couture outlet, pandora charms, moncler, ugg pas cher, canada goose, canada goose, replica watches, bottes ugg, ugg,uggs,uggs canada, moncler, moncler outlet, moncler, sac louis vuitton pas cher, swarovski, moncler, moncler, canada goose outlet, wedding dresses, montre pas cher, coach outlet, canada goose, louis vuitton, links of london, louis vuitton, pandora jewelry, louis vuitton, doudoune canada goose, moncler, moncler, ugg boots uk, louis vuitton, hollister, swarovski crystal, juicy couture outlet, thomas sabo, ugg,ugg australia,ugg italia, canada goose outlet, pandora charms

julho 01, 2016 11:38 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com