domingo, julho 10, 2005

"Esta é minha crença"


Martin Sheen como o presidente dos EUA Posted by Picasa


Ontem tive uma forte dor de cabeça - gripe rondando - e passei o dia de cama, descansando. Acabei passeando pela programação da TV a cabo, coisa que raramente faço, e encontrei algumas pedras preciosas nesse garimpo. No "Inside the Actor´s Studio", Martin Sheen falava sobre cinema, teatro e política. Mais tarde assisti a um episódio de "The West Wing", a célebre série onde ele interpreta o presidente dos EUA.

Na semana passada JD conversou comigo sobre seu entusiasmo com a série e o fez de maneira tão persuasiva que me convenceu a acompanhar os episódios. No de ontem, o tema era uma crise diplomática ocorrida quando deputados americanos eram mortos por terroristas na Palestina. O Congresso pressionava o presidente a responder com um ataque militar e ele procurava encontrar uma saída pacífica, via negociação.

Claro que a visão da série idealiza os Democratas - em situações semelhantes Clinton bombardeou sem pestanejar o Afeganistão e o Sudão. Mas os personagens são muito bons, os temas atualíssimos e o nível do debate político é incrivelmente alto. Os diversos pontos em questão são apresentados como legítimos, racionais, com ótimos argumentos.

Isso me lembrou uma conversa que tive com uma grande amiga, cientista política que pesquisa para sua tese de doutorado sobre a relação entre o cinema e a literatura com a política externa dos EUA. Papeando em sua DVDteca, ela falava a respeito a "religião civil" americana, o culto que o país mantém às suas instituições democráticas e tradição política. Para exemplificar o ponto, exibiu um trecho do filme "A Conspiração" (The Contender).

Na cena, a senadora interpretada por Joan Allen responde às "acusações" de ser atéia, feitas pelo senador ultra-conservador (Gary Oldman). Ela diz que não precisa acreditar em Deus para ter certeza de seus valores éticos e morais e aponta em volta para o Capitólio: "Esta é minha crença".

É a minha, também. Idealização, sem dúvida, mas funciona como um sinal no caminho para me orientar neste mundo de políticos calhordas e corruptos.

4 Comentarios:

Anonymous André Pessoa said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Como fã de "West Wing", queria dizer que o próprio presidente Bartlet se mostra em muitos momentos favorável a ataques e retaliações violentas, por vezes com mais intensidade do que defendia seu staff militar. Um exemplo que me vem à cabeça é um episódio do início da série, chamado "A Proportional Response".

Bartlet é inteiramente calcado na figura de Bill Clinton.

Abraços,
André

julho 10, 2005 3:46 PM  
Blogger Lol said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício, tô sabendo da censura que vc está sofrendo lá no Ibase. Quero manifestar minha solidariedade. Este país é mesm ridiculo! E agora o Ministro dao Trabalho vai ser o presidente da maior central sindical do país. Isso pode ser uma nação séria?

julho 11, 2005 7:47 AM  
Blogger Fabricio said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Olá, Maurício.
Bom, se acreditar em Deus garantisse um mínimo de princípios morais, talvez tantas pessoas não morressem em contendas religiosas. Por outro lado, misturar política e religião é especialidade dos extremistas republicanos. Talvez valesse inverter a pergunta a estes crápulas: "Deus acredita no senhor?". A voz do povo diz que sim, infelizmente.
See Ya

julho 11, 2005 10:28 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Lol,

a esquerda, no poder, é muitas vezes tão autoritária e tão sórdida quanto a direita. Mas continuarei com minhas críticas ao governo - apenas assinando em meu nome, sem citar o Ibase.

Tenho esperanças de que o instituto mude de posicionamento, em função da rápida deterioração política no país.

Abs,
Maurício

julho 11, 2005 4:26 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com