quinta-feira, maio 26, 2005

Diplomacia da Feijoada

Na segunda, defendi meu projeto de tese. Nos EUA é um rito de passagem, como sabe quem acompanhou os posts de BB. No Brasil, apenas uma formalidade. No mesmo dia, fui sondado sobre a possibilidade de assumir o posto de subeditor de internacional de um jornal carioca. Em outras circunstâncias, teria sido ótimo. Indiquei uma amiga para a vaga.

Na terça, o assessor de imprensa do IBASE me comunicou que o instituto fechou um acordo com o Jornal do Brasil para publicar um artigo por quinzena. Farei parte do grupo de pesquisadores que se revezará no espaço. Devo escrever sobretudo a respeito de relações internacionais.

Na quarta, voei para São Paulo para participar de um fórum da sociedade civil sobre política internacional. Fomos discutir a aproximação Índia-Brasil-África do Sul. O destaque foi o embaixador indiano, que impressionou a todos com uma análise abrangente e brilhante dos diversos aspectos da estratégia de desenvolvimento nacional de seu país. Também nos marcou sua ênfase na autonomia e na soberania (ele tinha idade suficiente para ter vivido o fim da época colonial) em tudo diferente da postura submissa aos EUA e à Europa manifestada pelos representantes oficiais do Brasil presentes ao encontro. Que vergonha dos nossos governantes!

Uma amiga uruguaia com quem trabalhei no monitoramento das conferências sociais da ONU me convidou para almoçar com membros da uma ONG de direitos humanos que realizam um projeto interessantíssimo de intercâmbio com os países da África portuguesa. Adorei a instituição, tocada por um grupo de simpáticas jovens na faixa dos 20 e poucos anos.

Confraternizamos em torno de uma bela feijoada e minha amiga uruguaia e eu aproveitamos para cantar os africanos a participar do monitoramento, em especial de uma edição especial que está em planejamento, e irá abarcar o mundo lusófono. Conversei bastante com eles, perguntando detalhes sobre o intercâmbio, porque me interessei em levar a idéia ao IBASE. Pode ser uma maneira de superar os impasses no projeto de Dialógo com a África, que está emperrado num modelo abstrato, com poucas possibilidades de resultados concretos.

À tarde, o debate no seminário foi marcado pelo depoimento do professor Ricardo Seitenfus, que visitou o Haiti como relator do Itamaraty e evidentemente fez uma defesa da desastrada intervenção do Brasil naquele país. Há um artigo do professor Demétrio Magnoli na Folha de S. Paulo desta quinta, atacando Seitenfus e refutando as posições do governo brasileiro.

Minha intervenção no seminário foi no sentido de que havíamos discutido muito os Estados, mas eu gostaria de trazer questões sobre as organizações da sociedade civil, porque a diplomacia deixou de ser privilégio dos funcionários oficiais e se tornou assunto nosso, com a ascensão de uma nova agenda política. Falei também sobre as dificuldades e oportunidades em meu trabalho com a África. O discurso me rendeu um convite de uma irlandesa que trabalha no PNUD e na Anistia Internacional para fazermos um levantamento ligado aos direitos humanos no Brasil. Devemos almoçar semana que vem para conversar a respeito.

Ainda peguei parte da tempestade que se abateu sobre São Paulo - a cidade e o aeroporto estavam caóticos. Mas consegui voltar ao Rio para um bom descanso nestes dias de feriadão.

3 Comentarios:

Blogger Flávio said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

caramba, seu trabalho é magnifico. sempre me interessei pelas R.I.s, e vejo que é mesmo algo muito abrangente, muito dinamico. tantas questoes, tantas pessoas diferentes. é uma exercicio do pensamento, só pode. agora nao me restam duvidas do que quero fazer da vida.

olha, os 2 ultimos postes desse blog foram interessantes. depois vou bisbilhotar mais pra ver se coloco um link no meu blog!

abraço,
f.

maio 26, 2005 2:26 PM  
Blogger Julia Sant'Anna said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Alo, Mauricio!! Acabei de voltar da minha viagem fantástica pela Provence e vi que não fui a única a me divertir muito esses dias. Não deve haver melhor combinação que diplomacia e feijoada!!!
Temos várias coisas para conversar. Vou escrever pra vc! Beijo!

maio 27, 2005 4:59 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, Flávio.

RI é uma área muito interessante, ideal para quem tem cabeça aberta e se interessa por vários assuntos (política, economia, cultura, direito etc). Recomendo a carreira!

Ju, leia o e-mail que estou te mandando.

Abraços,
Maurício

maio 28, 2005 3:41 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com