terça-feira, setembro 26, 2006

Documentando o Iraque



O Festival de Cinema do Rio começou e nestes primeiros dias minha ênfase foi nos documentários. O gênero é um casamento entre cinema e jornalismo e como tal só podia mesmo adorá-lo. A programação está concentrada nos grandes temas da agenda internacional e assisti a dois sobre o Iraque: “Meu País em Ruínas” e “Na Sombra das Palmeiras do Iraque”.

O primeiro é o melhor. Conta a história de um médico e líder comunitário sunita que se candidata a vereador em Bagdá, nas eleições de 2005. A partir daí temos um panorama da vida do país que inclui imagens da Zona Verde, o complexo militar de onde os EUA administram o Iraque, a ação das empresas de segurança privada no Curdistão, a detenção ilegal de pessoas (incluindo crianças) na famigerada prisão de Abu Grahib e o clima de medo e tensão permanente entre os militares americanos, que levam a tantas mortes de inocentes.

Embora o tema não seja o mais ameno do mundo, a família do protagonista é divertidíssima e encara as provações do cotidiano iraquiano com um humor anárquico digno das velhas comédias italianas. O cenário político não é nada engraçado: os sunitas são minoria no país mas desfrutavam de privilégios no regime de Saddam Hussein. Sua relação com os americanos é péssima, depois dos massacres na cidade de Fallujah e do boicote da maioria dos sunitas às eleições de 2005. O protagonista não consegue ser eleito e termina o documentário dizendo ter vontade de deixar o país.

O segundo documentário começa um mês antes da invasão americana e acompanha as vidas de pessoas comuns: um professor, seu filho intérprete, um instrutor de luta livre, um vendedor de jornais. O diretor retornou ao país depois da guerra e mostra o que mudou no cotidiano: aumento da pobreza, do desemprego e da inflação, medo da violência (da resistência e da criminalidade comum) e o sentimento de humilhação vindo da ocupação estrangeira. O cineasta teve boa parte do material de filmagem confiscado e o documentário se ressente disso. Às vezes parece tosco e incompleto.

Ambos os filmes são testemunhos importantes e com certeza ajudarão em minhas aulas. É sempre bom VER os lugares e os eventos dos quais falo a meus alunos, fora a riqueza dos dramas humanos exibidos. Mas é ilusório pensar que esses documentários mostram a realidade do Iraque. Os dois se concentram em personagens sunitas, de classe média/média alta, que falam inglês com fluência e não são representativos da maioria da população iraquiana. Não por acaso, moram no mesmo subúrbio afluente de Bagdá.

O Iraque é um emaranhado de credos, mas o que ocorre de politicamente mais importante é a mobilização (e com freqüência, radicalização) dos xiitas. Mais do que isso, esse grupo religioso está se articulando internacionalmente com seus colegas de fé no Irã e no Líbano, num movimento de amplitude sem precedentes. Eventualmente, a formação de um eixo xiita no Oriente Médio pode ser a conseqüência mais imediata da política externa americana na região, com efeitos imprevisíveis para a estabilidade da área.

2 Comentarios:

Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caro,

Um documentario que estah tendo um bom impacto aqui nos EUA eh "The Ground Truth" que fala dos veteranos da guerra do Iraque. Eles estao voltando para os EUA mutilados (o lado bom do avanco da medicina eh que muitos jah nao morrem por causa dos ferimentos) e traumatizados. Nao sei quando (e se) vai passar no Brasil, mas vale conferir.

http://www.apple.com/trailers/focus_features/thegroundtruth/

setembro 28, 2006 9:23 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, meu caro.

Não tinha ouvido falar do Ground Truth, e ele não consta da programação do festival. Mas acho provável que entre na do próximo ano, os filmes sobre o Iraque estão com bom público.

Hoje vou ver um suspense argentino, "O Guardião".

Abraços

setembro 28, 2006 10:14 AM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com