quarta-feira, março 08, 2006

Lula em Londres


Doces poderes: nosso presidente e sua corte andam de carruagem por Londres, são recebidos em noite de gala pela rainha. Êta, vida boa. Lula também deu uma longa entrevista a The Economist. Saiu-se bem. No exterior, as pessoas me perguntam sobre ele com expectativas muito idealizadas, projetando no operário que virou presidente todos os sonhos frustrados de transformação social. Pena que seja grande a distância entre a retórica do governo brasileiro e a realidade.

Houve constrangimento porque a rainha não pediu desculpas pelo assassinato do brasileiro Jean Charles. Ao invés disso, deu uma bronca em Lula pelas dificuldades do Brasil em preservar o Meio Ambiente. O presidente alegou que diminuiu a devastação na Amazônia, algo em que acho difícil acreditar, visto que a expansão da fronteira agrícola da soja tem destruído enormes áreas de floresta. E o governo também defende a construção de hidreelétricas na região, em projetos que lembram muito os da ditadura militar (basicamente, são para favorecer o agronegócio e as grandes indústrias), e são criticados por ambientalistas.

O Brasil tem buscado apoio do Reino Unido para diminuir os subsídios agrícolas da União Européia. Escolha acertada porque Tony Blair e Chirac trocam farpas por conta do tema, os britânicos não estão muito interessados em sustentar os fazendeiros franceses. A UE é o maior parceiro comercial do Brasil, e a maioria das exportações brasileiras para a Europa são produtos agrícolas. Ainda que, simultaneamente à visita de Lula, a UE tenha imposto um embargo ao mel do Brasil, alegando problemas sanitários.

Claro que também existem pontos positivos na política brasileira e os programas de biocombustível estão ganhando destaque merecido, num contexto de preços crescentes de petróleo. Também há uma certa demanda por propostas sociais vindas do mundo em desenvolvimento, e Lula foi muito habilidoso em se posicionar como um líder dessa agenda – como conciliar tal imagem com os altíssimos juros e impostos de seu governo, são outros quinhentos.

O ponto mais amargo da entrevista à The Economist foi um comentário da revista afirmando que Lula poderia conduzir a transição a uma “política mais limpa” no Brasil. Esqueceram de observar que toda a cúpula do partido do presidente foi cassada e/ou renunciou em função do envolvimento com a corrupção. Mas nenhum dos sobreviventes do PT parece muito angustiado, em especial após a retomada do crescimento de Lula nas pesquisas eleitorais, colocando-o novamente como favorito para a disputa presidencial de outubro.

8 Comentarios:

Anonymous nica said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

A cobertura da visita presidencial aqui é grande, e o projeto de biocombustíveis parece bastante interessante: a idéia é promover o cultivo da cana no sul da África, gerando empregos e divisas pros países de lá, e investir pesado em promover o bio-etanol (nosso famoso álcool) aqui no Reino Unido. Estou acompanhando de perto as novidades. :)

março 09, 2006 1:23 PM  
Anonymous Marcus Pessoa said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Bem, eu sei que existem dados oficiais que mostram a diminuição gradativa do desmatamento. Meu irmão trabalhava no Ministério do Meio Ambiente e me mostrou alguns relatórios.

Isso não é resultado apenas da gestão da Marina no Ministério do Meio Ambiente, mas vários outros fatores. Aqui no Pará, por exemplo, o governador Simão Jatene, que é tucano, decidiu não conceder empréstimos do Estado para projetos agroindustriais que alarguem a fronteira agrícola. Eles até conseguem o licenciamento, se estiver tudo de acordo, mas têm que fazer o investimento apenas com recursos próprios.

Sobre a questão das hidroelétricas, o principal problema, conforme apontado no blog Samba do Avião, é a enorme perda de energia com longas linhas de transmissão.

Mas o projeto da usina de Belo Monte é muito melhor que os anteriores e bem menos agressivo ao meio ambiente. Vai alagar apenas áreas que já alagam na cheia e se aproveita da curva do rio para usar a força da água na casa das máquinas, que ficaria 50 km abaixo da barragem. O jornalista Lúcio Flávio Pinto tem falado sobre o assunto em sua newsletter.

Isso foi resultado da pressão dos ambientalistas. Hoje seria impossível aprovar um projeto como o de Balbina, com um lago enorme e pouca geração de energia.

março 10, 2006 7:30 PM  
Anonymous Marcus Pessoa said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Bem, eu sei que existem dados oficiais que mostram a diminuição gradativa do desmatamento. Meu irmão trabalhava no Ministério do Meio Ambiente e me mostrou alguns relatórios.

Isso não é resultado apenas da gestão da Marina no Ministério do Meio Ambiente, mas vários outros fatores. Aqui no Pará, por exemplo, o governador Simão Jatene, que é tucano, decidiu não conceder empréstimos do Estado para projetos agroindustriais que alarguem a fronteira agrícola. Eles até conseguem o licenciamento, se estiver tudo de acordo, mas têm que fazer o investimento apenas com recursos próprios.

Sobre a questão das hidroelétricas, o principal problema, conforme apontado no blog Samba do Avião, é a enorme perda de energia com longas linhas de transmissão.

Mas o projeto da usina de Belo Monte é muito melhor que os anteriores e bem menos agressivo ao meio ambiente. Vai alagar apenas áreas que já alagam na cheia e se aproveita da curva do rio para usar a força da água na casa das máquinas, que ficaria 50 km abaixo da barragem. O jornalista Lúcio Flávio Pinto tem falado sobre o assunto em sua newsletter.

Isso foi resultado da pressão dos ambientalistas. Hoje seria impossível aprovar um projeto como o de Balbina, com um lago enorme e pouca geração de energia.

março 11, 2006 5:22 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Oi, Nica.

Acompanhei um pouco da cobertura pelo Guardian e realmente teve bastante destaque. A TV até reproduziu a charge do jornal, mostrando a polícia britânica de armas apontadas para Lula.

Salve, Marcus.

As hidrelétricas do Madeira estão sendo questionadas por diversas razões, inclusive porque alguns técnicos afirmam que elas não irão criar uma hidrovia para a Bolívia, como defende o governo.

Também há muitas críticas com relação ao deslocamento de populações, emissão de gases poluentes (metano, gás carbônico) e redução da biodiversidade.

É claro que o projeto não é a catástrofe que foram Tucuruí ou Samuel, mas ainda é bastante frágil em termos ambientais.

Abraços

março 12, 2006 2:51 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

ray ban sunglasses, air jordan pas cher, ray ban sunglasses, ralph lauren pas cher, ray ban sunglasses, nike roshe run, nike free, sac longchamp, tory burch outlet, longchamp, louboutin shoes, chanel handbags, nike air max, ugg boots, prada outlet, oakley sunglasses, oakley sunglasses, oakley sunglasses, polo ralph lauren outlet, oakley sunglasses, kate spade outlet, nike free, cheap oakley sunglasses, nike outlet, louis vuitton outlet, prada handbags, nike air max, louis vuitton, polo ralph lauren outlet, jordan shoes, air max, tiffany and co, louis vuitton outlet, burberry, replica watches, louboutin pas cher, replica watches, louis vuitton, tiffany jewelry, uggs on sale, ugg boots, longchamp outlet, louboutin outlet, christian louboutin outlet, longchamp pas cher, louis vuitton, gucci outlet, longchamp outlet, michael kors, louboutin

julho 01, 2016 11:18 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

oakley pas cher, timberland, new balance pas cher, mulberry, burberry, true religion jeans, michael kors outlet, michael kors outlet, michael kors, replica handbags, michael kors, coach outlet, hermes, nike air max, nike air max, burberry outlet online, converse pas cher, nike air max, coach purses, ralph lauren uk, north face, tn pas cher, sac guess, lacoste pas cher, hollister pas cher, ray ban uk, ugg boots, north face, michael kors outlet, air force, true religion jeans, true religion jeans, abercrombie and fitch, michael kors outlet, hogan, true religion outlet, kate spade handbags, nike roshe, michael kors outlet, coach outlet, hollister, vanessa bruno, ray ban pas cher, michael kors, nike free run uk, vans pas cher, lululemon, ugg boots, nike blazer, michael kors

julho 01, 2016 11:26 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

soccer shoes, abercrombie and fitch, ray ban, celine handbags, lululemon, nike air max, nike trainers, new balance, louboutin, iphone cases, giuseppe zanotti, soccer jerseys, hollister, hollister, oakley, instyler, nike air max, nike roshe, nike huarache, mcm handbags, nfl jerseys, asics running shoes, gucci, hollister, insanity workout, mont blanc, timberland boots, p90x workout, vans, valentino shoes, chi flat iron, wedding dresses, longchamp, bottega veneta, north face outlet, beats by dre, vans shoes, mac cosmetics, herve leger, reebok shoes, north face outlet, birkin bag, ralph lauren, jimmy choo shoes, baseball bats, lancel, ghd, babyliss, ferragamo shoes, converse outlet

julho 01, 2016 11:29 PM  
Blogger ninest123 said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

supra shoes, toms shoes, karen millen, canada goose, marc jacobs, pandora jewelry, canada goose uk, juicy couture outlet, pandora charms, moncler, ugg pas cher, canada goose, canada goose, replica watches, bottes ugg, ugg,uggs,uggs canada, moncler, moncler outlet, moncler, sac louis vuitton pas cher, swarovski, moncler, moncler, canada goose outlet, wedding dresses, montre pas cher, coach outlet, canada goose, louis vuitton, links of london, louis vuitton, pandora jewelry, louis vuitton, doudoune canada goose, moncler, moncler, ugg boots uk, louis vuitton, hollister, swarovski crystal, juicy couture outlet, thomas sabo, ugg,ugg australia,ugg italia, canada goose outlet, pandora charms

julho 01, 2016 11:39 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com