segunda-feira, outubro 10, 2005

A Vida Sonhada das Ostras


Nós - até mesmo nós aqui - temos o poder, e esta é nossa responsabilidade.
Abraham Linconl

A campanha pró-armas impressiona pelo tom sombrio, de cultura do medo. Trata-se de assustar os eleitores para que optem pela manutenção de um status quo intolerável. Não é oferecida alternativa, nenhuma esperança de melhora.

Os defensores das armas pregam a desconfiança com relação ao Estado e aos outros cidadãos. A mensagem: não acredite no governo, na polícia, não espere ajuda de ninguém. Você precisa se armar para se proteger, só pode contar com você mesmo. Visão anti-política, que enxerga a sociedade como um aglomerado de indivíduos trancados em bunkers, com medo uns dos outros.

Essa utopia às avessas só existe nos comerciais do "não". Seres humanos não somos ostras. Somos animais políticos, condenados por nossos instintos gregários a viver juntos e procurar soluções coletivas para os problemas que nos afligem.

Votar sim ao desarmamento é apostar que somos capazes, através da política, de estabelecer padrões mínimos de convivência e civilidade, que refreiem o ódio assassino que toma 50 mil brasileiros todo ano.

Aposta que pode dar certo ou errado. Mas quem optar pelo "não" tem certeza do fracasso, pois fará a escolha para que a violência inaceitável do Brasil continue como está. Cabe a nós recusar a vida sonhada das ostras e assumir a disposição de agir como seres humanos e aceitar o desafio de melhorar este país para lá de imperfeito.

Este texto faz parte da blogagem coletiva sobre desarmamento do "Nós na Rede". Clique no link para ter acesso à lista completa dos participantes.

7 Comentarios:

Anonymous Paulo Gontijo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício, seus textos para variar, são excelentes. Permita-me, porém, ser um pouco chato. Há algo que me incomoda na campanha como um todo, e isso é o deslocamento da discussão do plano racional para o plano emocional. Tanto da lado do sim quanto do não, temos uma grande sentimentalização da campanha, como se o outro lado fosse mau ou violento ou representante de interesses escusos. Criar uma cultura da paz ou lutar pelos seus direitos são dois sentimentos lindos, mas creio não serem exclusividade de nenhum dos lados. Não acho que os defensores da proibição querem acabar com os meus direitos, um por um. Assim como acho absurdo associar a campanha do não ao lobby da indústria armamentista. Tendo pelo voto no Não por uma razão simples, ainda não ví, dentre todas as estatísticas, qual a relevância das armas legalmente registradas nesse universo gigantesco das armas no Brasil. Grande Abraço
Paulo

outubro 10, 2005 10:53 AM  
Anonymous luiz said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício, satisfação vê-lo no Nós na Rede. Não havia notado esse perfil da campanha pelo NÃO. E ao mesmo tempo ela faz sentido dentro a lógica com a qual eles trabalham. Vou voltar a frequentar seu blog, agora tô com internet em casa de novo. Abraço.

outubro 10, 2005 9:43 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, Paulo.

A emoção é bem-vinda ao debate, essencial à política. Em larga medida, significa que temas importantes estão sendo discutidos. A bancada da bala existe, mas me parece que ela está confinada ao Rio Grande do Sul, o único estado onde a indústria de armamentos tem um peso importante na economia.

Ainda assim, olho a Frente Parlamentar pela Legítima Defesa e vejo toda a turma que apoiou a ditadura - PP, PFL, PTB etc - falando em "direitos" . Não dá. É hipocrisia demais.

Grande Luiz,

que bom que você recuperou seu acesso à internet. Precisamos mesmo nos atualizar sobre as coisas desta América. Ontem abriu no Rio uma exposição sobre a arte das Américas antes da chegada dos europeus. A conferir.

Abraços

outubro 11, 2005 3:11 PM  
Blogger miurrause said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício,

nos últimos dias tenho acompanhado mais e mais as "propagandas" de ambos os lados e, sinceramente, tenho ficado impressionado com o populismo e sensacionalismo que o sim e o não expõem para seus "simpatizantes".

mais do que trazer a emoção para o debate, a questão está numa prática discursiva que afastaria a discussão do seu principal ponto, que é o da falta de segurança pública e da incapacidade do governo de oferecê-la.

O discurso assumido pelo governo é de que a responsabilidade pela falta de segurança seria dos cidadãos armados; mas, como o governo é "bacana", nos oferece a solução, mostrando que o próprio povo causador da violência pode suprimi-la.

Eu voto pelo não, mas respeito aqueles que defendem o sim, dentro de uma linha argumentativa razoável, como alguns têm feito, você sendo um deles. Mas não me vejo no grupo dos pessimistas que acham que tudo vai dar errado (apesar de pessimista de carteirinha), apenas procuro manter uma visão mais pragmática da coisa. E acho que esta não é a solução mais apropriada. Que venham outras!

outubro 17, 2005 12:42 AM  
Anonymous Anônimo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Heу there! ӏ juѕt wіsh to offer you a
huge thumbs up for thе great info you haѵе right hеre on this post.

I will bе retuгning to your website for more soon.


Also visit my web-site; payday loans

abril 07, 2013 3:04 PM  
Anonymous Anônimo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

It's enormous that you are getting ideas from this paragraph as well as from our argument made at this place.

Also visit my website: payday loans uk

abril 10, 2013 2:11 PM  
Anonymous Anônimo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

I rarely ԁгοp responses, but i did a feω searchіng anԁ wounԁ uр hеrе "A Vida Sonhada das Ostras".
Anԁ I dο haѵe 2 questіonѕ fοr you if you don't mind. Is it only me or does it give the impression like some of the comments appear like they are coming from brain dead visitors? :-P And, if you are posting at additional online sites, I'd lіke to fоllow everything new yοu have
to post. Would you list of all of аll уour sοcіаl sitеs like уοur linκedin profile,
Facebook page οr twitter feed?

Visіt my blog payday loans

abril 18, 2013 1:18 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com