terça-feira, agosto 23, 2005

Um Ponto Positivo



Ha algumas semanas venho escrevendo um paper (jah bastante atrasado) sobre "populismo". Nao vou discuti-lo particularmente, mas varias questoes me vieram em mente, especialmente em relacao a crise por qual passamos. Aqui vao, pois.

Como alguns amigos sabem, quando a crise estourou fiquei indignado, pero nao surpreso. Fico ateh feliz que a discussao esteja passando pela possibilidade de um reforma politica. Ninguem no mundo (repito, ninguem) vive em um pais onde nao haja corrupcao politica de algum tipo. Em qualquer sistema em que politicos tem procuracao para gastar dinheiro alheio, haverah abusos. Eh inevitavel. Como jah diziam os Federalistas norte-americanos no seculo XVIII, somente o poder pode equilibrar o poder. Ponto. O que existem sao diferentes tipos de incentivos para a corrupcao e diferentes sistemas de fiscalizacao, mais ou menos porosos com relacao a corrupcao sistematica.

Politicos precisam se reeleger. De qualquer maneira. Nem que seja para implementar politicas bem intencionadas quando chegarem lah. Isso gera alguns incentivos perversos -- um politico nunca vai economizar o seu dinheiro, por exemplo. Se nao gasta-lo, simplesmente nao se elege. A linha entre dinheiro contabilizado e "nao contabilizado" torna-se tenue diante de tais incentivos. (Nao estou justificando absolutamente nada, estou apenas apresentando um fato bastante comum em qualquer partido com reais ambicoes de poder -- Helmut Kohl que o diga).

Se esta crise tiver algum ponto positivo, este serah a geracao de um ceticismo politico com relacao a solucoes milagrosas ou a esperancas de que, bastando a probidade moral de quem estiver na presidencia, tudo serah resolvido. Se Gandhi, Madre Teresa ou Martin Luther King estivessem na presidencia, precisassem se reeleger e tivessem os incentivos para usar o poder a seu favor, assim o fariam. Ratzinger o fez, assim como Nelson Mandela e como George Washington. Ingenuidade na politica nao existe. O ultimo ingenuo na politica morreu assassinado pelo irmao (um cara chamado Abel).

(John Kerry disse, durante a campanha ano passado, que nao seria possivel "acabar" com o terrorismo, mas apenas chegar a niveis "toleraveis" de ataques suicidas. Foi duramente criticado por isso. Mas ele tinha razao. A afirmacao serve perfeitamente para a corrupcao na politica.)

Como cidadao fiquei muito triste com toda a corrupcao. Preferia que nao tivesse acontecido e que o Brasil tivesse amadurecido. Mas como Cientista Politico nao posso ficar sem notar que os modelos que temos ainda explicam bastante a realidade. Mesmo que esta seja bastante indigesta para nossos padroes. Infelizmente.

(A foto acima eh de Adhemar de Barros, ex-governador de Sao Paulo. Era um cara que roubava mas fazia...)

7 Comentarios:

Blogger Patricia said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

ih, daniel aprendendo a mentir. até parece que gostou daquele lixo.
mas mesmo assim deixo um beijo!

agosto 23, 2005 6:04 PM  
Blogger professor said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Paty,

Como é comum neste blog com dois colaboradores e meio, um acaba sendo tomado pelos outros, o que é, no meu caso (o meio participante), deveras lisonjeiro. O real destinatário da sua mensagem, autor do post, é o BB, nosso colega exilado em Duke, Carolina do Norte, PhD em Populismo ;)

Seu blog é bem interessante, os artigos a 4 mãos são ótimos também!!

agosto 23, 2005 11:48 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, BB.

Não sei se realmente teremos um aumento do ceticismo no médio prazo. Para as próximas eleições, com certeza, mas a cultura política brasileira adora um salvador da pátria, um dom Sebastião que ressurja das profundezas para nos salvar do subdesenvolvimento. As pessoas esquecem rápido.

Por coincidência, ando lendo sobre a China e um dos autores apontou a corrupção como uma das principais causas para as quedas das dinastias - ele acredita que possa minar também o comunismo. O problema é mesmo universal.

Abraços

agosto 24, 2005 10:05 AM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Carissimo,

Cultura politica tambem pode mudar. Aos poucos, mas muda. Especialmente momentos de crise sao momentos de inflexao. Hoje em dia, por exemplo, as instituicoes sao muito mais robustas do que eram na epoca do Collor, e assim por diante. Nada muda rapidamente mesmo, mas aos poucos vamos aperfeicoando os mecanismos.

Grande abraco.

agosto 24, 2005 11:38 AM  
Blogger Anjo Mecanico said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

"Instituições mais robustas" não é igual a "sistema repressivo mais bem eslaborado"?

agosto 24, 2005 2:41 PM  
Anonymous Helvécio said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Concordo BB, estou estudando o caso da Itália onde Robert Putnam recordou que mesmo sem anjos no poder, há um forte sentimento cívico que ajudou os governos regionais (do norte muito menos clientelista)a administrar de forma mais eficiente. Foi um grande exemplo de mudança de cultura política. demora mas acontece!

agosto 24, 2005 2:48 PM  
Anonymous Helvécio said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Opa...não diria isso. Talvez os cientistas políticos BB e Santoro nos ajudem mais, mas creio que quanto mais eficientes são as instituições governamentais, menos repressor precisa ser o estado.

agosto 24, 2005 2:59 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com