domingo, janeiro 23, 2005

O sebo dos meus sonhos...

Hoje de manhã, bem cedo ainda, fui a um sebo que já conhecia, e já tinha ido muitas vezes, mas não lembrava. Fica numa galeria escura e apertada, como as lojinhas do Saara. O dono é um cara muito gente boa, que atochou seu parco espaço completamente com livros, deixando quase nenhum espaço para os clientes circularem. Como numa mina. Nenhuma consideração estética, nenhuma vitrine, nada para chamar atenção, a não ser os livros e revistas (as revistas em especial me fascinam, tem Reader's Digest dos anos 50, especial da Revista Cruzeiro sobre a Copa de 50). Volta e meia eu vou lá garimpar e sempre fico fascinado.

Neste sebo - não me lembro as outras vezes que lá estive, mas tenho certeza que foram várias - nunca encontrei nada que quisesse especificamente. Mas sempre tem dezenas de coisas que eu desejo. Não, não ficou claro! Sempre tem coisas que eu passo a desejar depois que vejo, mas que nunca tinha me dado conta antes que 'queria' tanto. Por exemplo, a coleção completa (ou quase) da revista formatinho do Batman, na época em que o Robin ainda era o Jason Todd (no numero 10, ele é um trombadinha roubando os pneus do Batmóvel). Eu emprestei essa coleção na aburrecência e nunca mais vi.

Mas o que eu comprei mesmo é mais incrível. O dono não acreditou quando eu preenchi o cheque, de R$ 570,00, sem pechinchar (ele não lembrava de mim, acho) para pagar a coleção completa da revista do Tio Patinhas, encadernada em 37 volumes, com a vagabunda capa dura azul e com letras douradas na lombada. Uma pechincha. O dono me disse que comprou de um professor do Colégio Metropolitano no Méier e se desculpou por não poder me ajudar a carregar, pois estava sozinho na loja. Fiquei algum tempo preocupado, olhando a coleção e me perguntando como levar aquilo para casa, sem ter a mais vaga idéia de que aquilo não era um problema at all.

Infelizmente acho que o cheque nunca será descontado, mas mesmo assim, poucas vezes acordei tão feliz. Acho que preciso de um José, como o do Velho testamento, que se candidate a explicar essas coisas para mim...

7 Comentarios:

Blogger jd said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

BB, você que levou a Biblia para os EUA como primeiro livro a ser lido no exílio (lestes?) e agora está lendo o TAO, não se candidata a José?

janeiro 23, 2005 2:02 PM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Carissimo,

Gostaria de ser assaz sabio. Mas infelizmente nao eh o caso. Nao posso recomendar nada a ninguem sobre coisas metafisicas. =)

Quanto a Biblia e o Tao, todos as pessoas educadas deveriam ler em algum momento de suas vidas. Na Biblia, eu ainda nao consegui passar do Deuteronomio, portanto acho que, nesse ritmo, chego ao Novo Testamento em cerca de uns 20 anos...

No mais, amor por coisas impressas nao tem explicacao mesmo: eh vicio (alias, eu jah passei pelo Levitico, que diz que vicio pelos livros deve ser punido com 100 chibatadas e confisco dos carneiros -- o que voce precisa eh de um executor...hehehe).

Grande abraco!

janeiro 23, 2005 2:22 PM  
Blogger el pupo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

a questão levítico-saariana então passa a ser: R$ 570,00 compram quantos carneiros? ;)

janeiro 23, 2005 11:45 PM  
Blogger Síndico said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Fala Daniel.

Só estou curioso em saber qual foi a história que você contou para a Rapha quando chegou em casa com 37 volumes-azuis-mofados e menos R$ 570,00.

janeiro 24, 2005 9:23 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Excelente. A águia pousou. Amanhã é o batizado.

janeiro 24, 2005 10:51 AM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Positivo operante. Codigo zebra-delta-tango. Amanha eh o batizado.

janeiro 24, 2005 12:20 PM  
Blogger Rapha said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Leandro,
o problema com o meu marido é que quando ele visita o "sebo dos sonhos", eu nunca posso ir junto. Ele simplesmente aparece com um risinho sarcástico e misterioso e uma série de volumes (mofados, claro) de livros e gibis oníricos. Aí me conta a garimpagem dele no sebo e eu, pobrezinha de mim, babando de inveja... Tenho cá para mim que esse sebo é frequentado somente pelas eminências pardas dos conspiradores. Nós, pobre mortais, ficamos só na vontade.
A vantagem é que, pelo menos, não preciso sacrifiar nenhum dos meus animaizinhos... ;)

janeiro 24, 2005 9:55 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com