quarta-feira, novembro 15, 2006

A Cidade da Cultura


O Rio de Janeiro tem uma boa vida cultural, mas a de Buenos Aires é simplesmente excepcional. É incrível a quantidade de exposiçôes, festivais e possibilidades artísticas disponíveis em teatros, livrarias e cinemas. Durante a semana, meu ritmo de trabalho é bastante puxado, mas aos sábados e domingos me junto com amigas brasileiras que também estudam por aqui e saímos pela cidade aproveitando a oferta cultural.

O passeio que mais gostei de fazer foi pela Avenida Corrientes. Essa rua concentra uma enorme quantidade de livrarias, sebos e teatros e tem um clima todo particular. Enquanto se procura por um livro ou se compra uma entrada teatral com desconto, eh possivel esbarrar em grupos de atores vestidos com os figurinos dos palcos, anunciando seus espetaculos.

Na Corrientes está localizado o Centro Cultural San Martin, um dos melhores da cidade. Hoje à noite irei ao teatro lá, no sábado vi uma exposiçao de fotografias espetacular, Violencias, de Eduardo Longoni, sobre as repressöes políticas na Argentina, da ditadura militar às manifestaçoes de 2001. Um lembrete do que é a história conflituosa deste país.

Outra boa experiëncia foi comprar a revista "Gatopardo", editada na Colombia mas que conta com a colaboraçao de jornalistas de toda a América espanhola. O tema desta ediçao é o racismo, com reportagens sobre o crescimento do neonazismo no Chile, os conflitos na Bolívia e também o aumento da violëncia e da desigualdade na Venezuela. Os textos sao bem escritos e longos, alguns tëm mais de 10 páginas. A seçäo cultural também é ótima, em particular sobre literatura.

Näo há nada sobre o Brasil na revista. Aliás, é curioso como nas lojas de discos há um setor com "música latino-americana" e outro com "música brasileira", ao passo que nas livrarias os autores brasileiros ficam na seçäo "literatura latino-americana". Qual é afinal o lugar da cultura do nosso país neste continente?

8 Comentarios:

Anonymous maray said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

olha, eu também estranhei muito. Mas acho que é o idioma e a colonização que nos afasta do resto da américa latina. Além da (ótima) influência da cultura negra. Apesar de ter havido escravidão também na Argentina, de maneira nenhuma se compara com a que houve aqui. Em compensação (se é que se pode falar assim) nós massacramos nossos índios, muito mais do que outros povos latino-americanos. Isso faz muita diferença, acho.

novembro 15, 2006 3:52 PM  
Blogger Patrick said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Você está postando ótimas dicas de turismo em Buenos Aires :-).

novembro 16, 2006 10:59 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Oi, Maray.

Sem duvida, numa perspectiva ampla o que diferencia o Brasil é a língua e a influëncia africana. No aspecto político, há o fato de que mantivemos nosso território colonial, sem fragmentacao, e o expandimos no periodo independente. É um contraste marcante com relacao aos demais países da América Latina, e sempre causa desconfiancas.

Salve, Patrick.

Pois é, mas direi a CAPES que tambem estou trabalhando, e muito!!!

Abracos

novembro 16, 2006 11:33 AM  
Anonymous s leo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Hehehe, se o pessoal da Capes te cobrar, diga que isso tudo é o ensaio para um livro. Que, aliás, era o que eu ia sugerir quando abri sua caixa de comentários, caro santoro. Com sua verve, suas análises sempre bem fundamentadas, seu senso de observação e esse material interessantíssimo que v. encontra aí, deveria pensar em um fio condutor para arrumar, mais tarde, esses ótimos posts em um belo livro. Essa comparação entre as prateleiras de música e de literatura é simplesmente genial, daria uma tese de doutorado, ou um sambinha abolerado.

novembro 16, 2006 4:16 PM  
Anonymous Carol said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

sabia, já tá gastando toda a bolsa nas livrarias e sebos!

novembro 18, 2006 10:25 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Meu nobre Sergio,

de fato ando com idéias para livros, mas por enquanto tem uma forma mais modesta, deve ser um capítulo sobre história e identidade nacional na tese. Mas quem sabe o futuro? Material näo falta.

Abracos


Querida Carol, a quase totalidade dos livros que estou lendo por aqui säo na biblioteca da universidade. O único que comprei até agora foi Rayuela, do Cortázar, que me custou uns R$20.

Beijo

novembro 18, 2006 12:38 PM  
Anonymous Anônimo said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Mauricio, adorei o amigas brasileiras, mantendo-nos no anonimato hehehehe (Chris e Raquel). mas aquela exposicao e a vida cultural em BsAs e de dar vontade de ficar aqui pra sempre. Sentirei falta dessas 3 semanas de muita ralacao, mas de muita cultura tb. Um beijo e sucesso nas pesquisas que para vc continuarao pela capital portenha. Bjos!

novembro 19, 2006 11:13 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Salve, Chris. Um pouco de anonimato nunca faz mal, ainda mais em meio a tantas conspiraçöes... Bem, vocë certamente tem aproveitado ao máximo seus dias portenhos, mas também estou entre os que apostam que vocë volta em 2007!

Beijos

novembro 20, 2006 12:28 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com