segunda-feira, março 14, 2005

Apagar a Luz

As festas dos meus colegas no IUPERJ se transformaram num agradável hábito das noites de sexta. Com freqüência, há alguma comemoração acontecendo. Na mais recente, tivemos uma em homenagem a dois colegas que deixam o Rio por Brasília. Um irá trabalhar na Unesco e o outro no Itamaraty.

Voltei para casa no início da madrugada me perguntando se um dia seguirei para a Terra Prometida do Planalto Central. Às vezes me dá a sensação de que fico no Rio para apagar a luz. Depois de ter viajado um tanto, caiu muito minha consideração pela cidade. Não a comparo com as capitais européias, que estão em outro contexto sócio-econômico, mas o fato é que o Rio se destaca negativamente mesmo em contraste com cidades latino-americanas como Buenos Aires ou Santiago, muito mais limpas, seguras e organizadas (vide a pesquisa divulgada nesta segunda pelo Globo). E nem vou falar da crise dos hospitais municipais...

Se a sexta foi de despedidas, o sábado foi de encontros. Um dos meus estudantes no curso de política internacional mudou para a mesma turma de espanhol e se apresentou como meu aluno. Como ele é bem mais velho do que eu - quarenta e muitos - houve uma onda de espanto e incredulidade entre os colegas do Cervantes, até porque eu só havia me descrito como "periodista y politólogo" e tive que explicar que também dou aulas.

A professora estava um tanto preocupada com a convivência entre eu e meu aluno, perguntando se não ficaríamos constrangidos. Rimos, porque já havíamos brincado entre nós com o inusitado da situação. Garantimos a ela que não há problemas, na verdade está sendo muito divertido.

Aliás, o clima no Cervantes está muito bom, com brincadeiras e pessoas interessantes na turma. Estava mesmo na hora de eu dar um reforço no espanhol, tanto melhor que essa necessidade se transforme num prazer.

8 Comentarios:

Anonymous smart shade of blue said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Acho que só mesmo no IUPERJ dá pra imaginar alguém comemorando o fato de deixar o Rio por Brasília...

disclaimer: eu sou carioca e deixei o Rio por Brasília há 9 anos.

março 14, 2005 2:57 PM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caro,

Melancolico este post, nao? Concordo com o SSB: serah que eh isso mesmo? Estarah o Rio tao inabitavel a ponto de Brasilia ser opcao viavel (sem ofensa a Brasilia)?

Abraco,
BB

março 14, 2005 6:31 PM  
Anonymous BiaBerna said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

BB: “... colegas que deixam o Rio por Brasília...”
Ei BB, que tal dar uma právalê de conspirador? Sair dessa chorumela do cotidiano que tá teu blog? A idéia é simples: detonar com o DF! Nada a ver com Brasília, tudo a ver com o DF... promover um cabruuum... ruir-de-torres virtual naquela mostruosidade do Eixão Monumental!
Um grupo de doidos aqueles que bolaram a Esplanada, a Praça e a Catedral. O prédio do Congresso deveria ser implodido, é uma aberração que está a arruinar a nação da gente! Que tal esta sugestão BB? A gente arma laço praqueles colegas que se mandaram para Brasília – evidente que preserva-se a maravilha que está Brasília. A armação seria somente pra cima daquele estrambólico DF. Seria um tipo de jogo soma-não-zero, ninguém vence mas as idéias ampliam. De momento BB não tem nada de conspirador, tá numa de cochilador!

março 14, 2005 7:00 PM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Cara BiaBerna,

(1) Informacao relevante (ou nao...): este blog eh escrito por tres pessoas diferentes. Tambem nao sei se voce pode notar, ele eh uma especie de conversa entre nos, aberta com certeza, mas assim mesmo uma conversa. O post que voce acaba de comentar nao eh meu (infelizmente nao possuo a capacidade de escrita e de ideias que possui o Mauricio). Seu ataque errou o alvo.

(2) Nao entendi o porque do tom das criticas. Nao obrigo ninguem a visitar este blog. Muito pelo contrario: tenho a impressao de que existem milhoes de blogs atualmente. Se o humilde blog de onde escrevemos nao lhe agrada, sugiro uma visita a varios outros excelentes blogs escritos por pessoas muito mais qualificadas que nosotros. Tenho certeza de que a discussao eh mais interessante e mais divertida. E com certeza terah menos "chorumelas".

(3) Imagino que o seu proprio blog deva ser bombastico. Cheio de novidades e links interessantes. Mais ainda: altamente contestador. Passe-me o endereco e prometo que te visitarei periodicamente. Tenho certeza de que me divertirei.

(4) O cochilador agradece pelo elogio e declara que, incrivelmente, nao ha nada mais subversivo do que o cotidiano.

Abraco,
BB

março 15, 2005 3:01 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caros,

imagine se eu tivesse falado bem de São Paulo!

Bem, o fato é que realmente acho que o Rio está muito mal das pernas - violento, sujo, caótico - e não vejo perspectivas de grandes melhoras na qualidade de vida por aqui.

Brasília é uma tentação para mim e para meus colegas de IUPERJ porque é o melhor mercado de trabalho para cientistas sociais - no Rio, há poucas opções além de lecionar em faculdades privadas.

Além disso são tantos amigos indo para lá - agora até meu irmão! - que às vezes me pergunto se um dia farei o mesmo.

março 15, 2005 10:12 AM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Pós-Escrito: leiam o post da minha amiga (e vizinha de bairro) Júlia, em http://london_london.blogspot.com. São coisas que acontecem em várias cidades. Mas no Rio, é o tempo todo.

março 15, 2005 11:00 AM  
Anonymous BiaBerna said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Ô BB, pra que teu “não obrigo ninguém a visitar”? De onde (localização na massa), saiu tal des-necessidade? Ou então teu “milhões muito mais qualificados”? BB atravessou-se (consigo!).
O denominativo “conspiradores” sugere embate (no mínimo em modo -zinhos), daí que propus: detonar com DF. E quanto ao teu “ataque errou o alvo”, não de não! Blog pode estar escrito a “n” mãos, mas tem uma unidade intrínseca: grupo ou equipe. E quanto ao de cá “chorumelas”, qual é o pó que te aflige? O sol nasce todos os dias, independente de indivíduo estar na superfície ou em poço! O mundo não está prontito-no-más! E colocou-se “cochilador” por ainda não enxergar o espírito de conspirar! Afinal BB deve saber que a denominação do blog requer devido preservar! E ao teu “subversivo do cotidiano”, só mesmo um plausível... (rarará rarará). Imagina-se (cá!) que BB referisse-se ao micro-cotidiano, de coisinhas ridículas que cada indivíduo tranca consigo. Pois o cotidiano tá prato-feito, tá o que tá e fim de papo! Considerar uma gota d’água (cotidiano), gota é gota, mas H2O (micro) não é gota (rererê rererê...)

março 15, 2005 12:14 PM  
Blogger Rapha said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caro BB,

Sempre achei excelente a idéia de uma conversa aberta entre os meus conspiradores (e nunca cochiladores!) prediletos, pois assim pobre mortais como eu podem pegar umas rebarbas. :)

O que eu não consigo entender é como uma linha cruzada pode ser tão inconveniente... Ora, francamente! Onde já se viu usar psicotrópicos e barbitúricos poderosos para ler o blog dos outros?! Tal fato sugere que cotidianos miseráveis e vazios, certamente nada subversivos, não são exclusividade da "equipe de conspiradores", mas dos comentadores as well.

Desculpe pelo post, mas acho a situação absurda.

Beijos,
Rapha

março 15, 2005 11:35 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com