terça-feira, janeiro 11, 2005

O Drama de Pedro Bial

Há alguns anos meu irmão veio me avisar que "tem um programa estranho no SBT, o Supla e o Alexandre Frota estão numa casa". No dia seguinte, maravilhado, conversei com minha chefe - na época eu tinha a vida mansa de escrever sobre cinema e literatura para o Cadê? - sugerindo a ela uma coluna sobre aquele fenômeno de mídia. Foi divertidíssimo. Ainda hoje me lembro de textos como a comparação entre Alexandre Frota e o mito da caverna de Platão, ou a descrição antropológica de Supla apresentando um livro aos colegas da Casa dos Artistas.

Como agora tenho um blog, armado e perigoso, decidi repetir a dose. Passarei a comentar aqui os episódios do Big Brother Brasil 5.

Como ontem foi o primeiro programa e ainda não conheço direito os participantes, me limitarei a dissertar sobre o apresentador. Pedro Bial vive um drama. É só olhar para ele para perceber os dilemas éticos que decorrem de seu posto como Chacrinha pós-moderno. Vejo ele se esforçar para parecer espontâneo, fingir que acha graça nas frases feitas que repete e noto nitidamente seus pensamentos:

"Vida cruel, eu preferia discutir o fluxo de consciência em James Joyce no meu programa de literatura na Globonews. O que será que minha turma de poetas marginais do Baixo Leblon vai pensar dessas piadinhas que conto aqui toda noite? Quando chegar em casa, vou tomar uma ducha para tirar essa poeira e assistir aos DVDs do Kieslowski, com as legendas em polonês e tudo".

Em suma, o clássico conflito de Fausto, o intelectual que vende a alma para o demônio em troca de poder. Bem, no caso está mais trocar uma atividade secundária por outra que permite ao sujeito ser reconhecido nas praias e, com sorte, conseguir um desconto no supermercado. No fundo traz menos danos à saúde do que escrever uma biografia apologética do Roberto Marinho. Bial deveria ler Goethe. Esses pactos sempre terminam mal e o inferno não tem serviço de atendimento ao consumidor.

À primeira vista, o programa promete. Jean, o professor universitário de literatura, tem tudo para ser meu próximo herói intelectual. Eu andava mesmo cansado de Rousseau.

10 Comentarios:

Blogger Andre said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Isto é dar muito crédito a quem acha OlavodeCarvalho inteligente e escreve uma biografia baba-óvica de Roberto Marinho...

janeiro 11, 2005 11:38 AM  
Blogger Carolina said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Sim, eu tb lembro de ter ficado maravilhada com o primeiro episódio de "casa dos artistas". O Silvio Santos revirando a mala do Supla e tentando fazer o auditório adivinhar quem era aquele cara...hahaha. Nada mais bizarro do que os diálogos entre Supla e Silvio.
Mas maravilhada fiquei mesmo foi com o episódio em que a Record e o SBT se uniram e transmitiram simultaneamente o diálogo do Frota e da mulher dele que era apresentadora num programa de futebol..
E bem, é realemnte patético o perfil de "intelectual que usa óculos" que a globo está tentano empurrar pra cima do burrinho...

janeiro 11, 2005 12:02 PM  
Blogger Jamile said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Você precisa ver o especial do Supla na MTV. Um canal que está há mais de 10 anos no ar promovendo música e festinhas no verão não pode ser desperezado, meu caro. Parece que eles seguem o dia-a-dia do nosso querido roqueiro neo-adolescente. Ontem ele foi jogar futebol em uma comunidade de São Paulo. Imperdível a frase que ele mandou para o garotinho: "pode entrar (no carro) eu não vou te raptar não". esse é o Supla!

janeiro 11, 2005 12:22 PM  
Blogger Leo Lichote said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Perfeita a análise, Mauricio. Acompanharei seu reality paralelo com a mesma empolgação com a qual acompanho o BBB - que, aliás, adoro.

janeiro 11, 2005 2:06 PM  
Blogger Rapha said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Maurício,

devido à falta de tecnologia televisiva em casa, eu e o Daniel dependemos das suas resenhas episódicas para nos manter em contato com o mundo do BBB. Afinal, não queremos ser excluídos socialmente por causa da nossa ignorância.

We're counting on you! :)
Bjs

janeiro 11, 2005 4:29 PM  
Blogger Bruno Lopes said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Sinceramente, não tenho paciência de ver esses programas estilo Big Brother e Casa dos Artistas. É muito melhor saber o que acontece neles por blogs e afins

O BBB sempre umas pessoas jogando conversa fora, ao redor de uma piscina, aparelho de ginástica ou mesa de jantar, como se estivessem em um presídio. Com a diferença que no presídio as pessoas sempre estão tramando um meio de escapar, enquanto no BBB querem encontrar um meio de continuar presos.

Toda vez que vejo esses programas me lembro do livro "O Zoológico Humano", que compara o comportamento vital do animal ao ar livre e o comportamento neurótico do animal confinado no zoológico e do ser humano que vive nas grandes cidades.

PS: Gostei da frase "Bial deveria ler Goethe. Esses pactos sempre terminam mal e o inferno não tem serviço de atendimento ao consumidor." Será devidamente apropriada, certo?

janeiro 11, 2005 4:38 PM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caros,

Este novo BBB 5 promete. Estou entusiasmado que o Mauricio esteja fazendo a "cobertura" do evento para este humilde (mas honesto) blog. Como volto para os EUA no sabado, esta serah a maneira mais interessante de seguir o que se passa.

Alias, tinha que comentar algo (que provavelmente o Mauricio comentarah mais adiante): o cara que introduziu o dinheiro na casa eh um GENIO. Isso tornou o programa o melhor laboratorio possivel. Como cientista social de renome (hehehe) prevejo algumas coisas: classes sociais vao se formar, haverah exploracao, mais-valia e inclusive prostituicao. Nao que nao houvesse antes, mas agora vai ser aberto.

Abraco.

janeiro 12, 2005 10:38 AM  
Blogger Lol said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

E pensar que, na ingenuidade da minha dolescência, eu quis ser jornalista inspirada no Bial. Adorava vê-lo em episódios como a queda do Muro de Berlim ou o fim da URSS. Agora, aqui entre nós, já que não sou mais ingênua e crédula: pelo dinheiro que ele ganha, eu também aturava os Bambans, Tirsos, Manuelas e Caubóis da vida feliz!

janeiro 12, 2005 3:05 PM  
Blogger Glauco Paiva said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

A minha lembrança do Bial é à frente de manifestantes quebrando o muro de Berlim, com a camisa suada, olheiras, reportando "estou exausto, mas meus olhos não se cansam de testemunhar a história."
(...)
Fico PUTO de vê-lo fazendo essa MERDA.
Tudo bem, tudo bem, eu como todo mundo, vou zoar mas vou acabar dando uma espiadinha ocasional. Ainda assim, é uma merda.

janeiro 12, 2005 3:08 PM  
Blogger Velvet said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Last but not least...

Alguém se lembra da incrível participação do Pedro Bial no CD do Filtro Solar????????

Merece um prêmio por tanta versatilidade pop... De intelectual ele realmente só tem os óculos.

Abs

janeiro 12, 2005 11:13 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com