quinta-feira, julho 15, 2004

Capitao Pedro Sangue

Estou realmente sem nenhum tempo para leituras fora da area de Ciencia Politica, os exames se aproximam e um artigo em progresso demanda quase toda a minha atencao. Entretanto, achei interessante recomendar uma pequena gema literaria que, se nao atinge o nivel de literatura de Dumas, pelo menos se aproxima.

Tenho um fraco pela literatura capa e espada do final do seculo XIX e recentemente descobri nas entranhas da biblioteca da Universidade um autor chamado Rafael Sabatini, que parece ter escrito dezenas de livros aventurescos entre o final do XIX e inicio do XX. Antes de ir dormir, apesar do cansaco, me obrigo a ler minha dose diaria (um capitulo) de um dos seus livros mais famosos: "Capitao Blood: Sua Odisseia". Esse livro inclusive foi transformado em um filme com Errol Flynn, e um outro filme foi feito a partir de outro livro de Sabatini, "Scaramouche".

O livro eh um primor de aventuras de piratas e bucaneiros, quase em formato de folhetim, em que cada capitulo apresenta uma reviravolta na aventura. A historia trata das aventuras de Peter Blood, um medico ingles, que por uma serie de circunstancias acaba sendo condenado injustamente por traicao ao rei, eh mandado como escravo para Barbados, de lah consegue escapar e monta seu proprio navio pirata para buscar vinganca daqueles que o trairam. Estou torcendo para que o livro nao acabe tao cedo.

3 Comentarios:

Blogger jd said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caro Mosqueteiro Bruno,

Como você nunca jogou RPG, não teve a sorte de conhecer o Sabatini mais cedo. Eu e o Maurício inclusive já tivemos a (aí não posso dizer "sorte", mas) desventura de contracenar com o Scaramouche às vésperas da Revolução francesa. No mesmo estilo, recomendo a Baronesa Orczy, do Scarlet Pimpernell e o Emilio Salgari do Corsário Negro...

Divirta-se,
D

julho 17, 2004 2:32 PM  
Blogger BB said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

O Salgari e o "Corsario Negro" eu jah conhecia. Alias, todas essas leituras foram as leituras de infancia do meu pai, que volta e meia entra em uma onda nostalgica e se lembra disso tudo.

Outra questao que me atormenta: Voces se vestiam de corsarios para o RPG??

julho 17, 2004 4:25 PM  
Blogger Mauricio Santoro said... Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Caros,

adoraria dizer que não vestíamos fantasias para jogar RPG, porque isso seria prova de desequilíbrio mental, disfunções sexuais, problemas psíquicos agudos etc.

Infelizmente... Bem, digamos que pelo menos de corsário a gente nunca se vestiu. Quanto ao resto, como diz o nome de um brechó, "o passado me condena".

julho 19, 2004 4:20 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com